Untitled Untitled
22/03/2016

"Las Horas Contigo", cada minuto conta


Cartaz do filme "Las Horas Contigo"

Como diz o subtítulo do filme, cada minuto conta. 

Já se disse várias vezes que há filmes que aparentemente tem uma história que é conhecida, ou já foi contada à sua maneira, até sem grandes pretensões cinematográficas, no entanto quando você acaba de vê-los experimenta a sensação de que aquele filme tinha uma originalidade especial, eram diferentes. É o que acontece assim com este filme, “Las horas contigo”.

A gente começa a assistir a um filme que parece não ter maiores pretensões, contando uma história familiar tão comum, exatamente como são todas as famílias com suas diferenças e desencontros e você vai se envolvendo com o enredo, com o desempenho dos personagens e inesperadamente se surpreende com um filme extremamente delicado.

Catalina Aguilar Mastretta nos presenteia com um grande filme. Nele, a personagem Ema tem uma relação de extrema vinculação com sua avó, que praticamente a criou enquanto a mãe dedicava-se à carreira de cantora. No dia em que descobre uma gravidez que lhe traz uma série de dúvidas sobre a sua própria vida pessoal, Ema recebe um telefonema da mãe com a notícia de que a avó pode estar morrendo. Ema larga tudo e vai para casa da avó.

É esta volta para a casa da avó, com a espera pela morte da matriarca da família, o centro da temática do filme, visitando novamente a vida da família que será recontada pelos personagens, com suas mágoas, tudo sendo revisto em alguns diálogos.



Cena de "Las Horas Contigo"


Será a possibilidade de algumas descobertas particulares ocultas por uma ou por outra, de situações determinadas e com relação a passagens específicas da vida desta família. O curioso é que não há nada de espetaculoso no filme, ou até mesmo com o peso de grande dramaticidade nos diálogos sobre a vida e mesmo sobre a morte, é tudo muito delicado. É impossível não se envolver nesta história simples de três mulheres tão especiais de uma família, que, de repente, vão ter que se encontrar com o momento da perda de uma delas.



 Cena de "Las Horas Contigo"

  Share Post   

View Comentários Comentários


Faça um Comentário