Untitled Untitled
16/11/2011

Destino das Empresas Familiares


Na próxima edição da Revista Negócios PE (http://www.revistanegociospe.com.br/), fomos convidados a contribuir com um breve artigo sobre os desafios que são encontrados para e nas empresas familiares. Confiram abaixo e vamos trocar algumas ideias:

Percebida pela lente ampliada do mercado, enredada por compulsivas competições, ou ainda vista pelo lugar geográfico comum que lhe reserva as legislações aplicáveis, uma empresa familiar é como qualquer organização, não lhe sendo distinguido qualquer tratamento diferenciado. E é assim mesmo que ela deve ser percebida, pois enfrentam os desafios gerais de forças e adaptabilidades a cenários econômicos desfavoráveis ou instáveis às iniciativas do empreendorismo. 

O dilema mais conhecido é o enfrentamento com o ambiente interno (pontos fortes e pontos fracos) e o mundo externo (potencialidades e ameaças). Mas, afinal, onde estão as singularidades destas instituições, quais os fatores que as diferenciam? É o seu enorme signo de emocionalidades. É nesta voltagem de emoções interiores que uma empresa familiar pode ser diferenciada, estimulando forças agregadoras ou destrutivas. 

Um sistema empresarial é um campo aberto de interações, capaz de influenciar e ser influenciada pelo seu ambiente, concebido por objetividades, racionalidades, resultados, expertises, e, sendo assim, é um sistema lógico (pelo menos deveria ser). Ao lado disto, nem sempre o sistema familiar tem as mesmas inspirações: pode ser um ambiente subjetivo, acadêmico, emocional, repleto de afetos, conflitos e até de passionalidades em alguns casos. Toda as suas forças latentes podem transformar-se em ativos possibilitadores, ou, contrariamente, em carga de passivos, inibindo até a possibilidade da sua perdurabilidade. 

Pernambuco, por exemplo, tem grandes exemplos de mortalidade destas empresas. Instituições que não construíram valores duráveis. Quantas empresas tradicionais dominaram a cena econômica local e foram engolidas na teia do desentendimento familiar? As dificuldades normais que empresas carregam em si mesmo já são relevantes, mas tantas são arrastadas pelo mal assentamento de convivência sadia entre família-empresa-propriedade, vértices fundamentais de toda organização. O receituário tradicional para as empresas parece ainda ser recorrente. Temos falado, na melhor literatura especializada sobre governança corporativa, preparo da sucessão, em habilitar os gestores da família, da profissionalização da empresa e até da afirmação de bons contratos sociais incentivadores da melhor harmonia de tais instituições. 

Mesmo que se reconheçam o valor de tais instrumentos, a experiência prática aponta que as famílias, adicionalmente, desejam intervenções mais incisivas, com aplicação de remédios com profilaxia de espectro maior. Clamam por pactos parassociais, formalizados com conteúdo de serem autênticos “protocolos de entendimento familiar”, capazes de cuidar dessa teoria dos jogos nas convivências interpessoais de seus membros. São pactos complementares, revestidos de formalidades obrigacionais, definindo princípios ideológicos da família e da empresa, a zelar pela perpetuidade da instituição, do comportamento de seus membros, das orientações de segurança do patrimônio, da determinação dos nítidos princípios, credos e valores familiares, entre outros. Este parece ser o melhor destino das empresas familiares: aprimorarem competências operacionais e de gestão, mas cuidadosamente fundar os valores disciplinadores das convivências. Delimitar as competências de cada um dos órgãos de governo, da empresa e também da família, e, principalmente, o papel dos pactos parassociais (acordos de acionistas e/ou quotistas e ainda o Protocolo da Família) parece ser o bom caminho de durabilidade segura das empresas. Os acordos parassociais objetivam retirar das empresas as incertezas dos desejos, das convivências e das ações de seus membros. Onde essas incertezas predominam, costuma não haver lugar para a confiança pessoal e societária, nas sábias palavras de Dr. Luiz Octávio Cavalcanti, que honrou-me prefaciando meu livro “Empresas & Famílias”.

  Share Post   

View Comentários 22 Comentários


Link direto para este comentario Ana
16/11/2011

A matéria ficou ótima, parabéns!

Link direto para este comentario RODRIGO
16/11/2011

PAULO AMIGO,
ESTOU LENDO O LIVRO E REALMENTE VEJO COMO AS NOSSAS EMPRESAS FAMILIARES PRECISAVAM DE UMA PUBLICAÇÃO COMO ESSA!
PARABÉNS AMIGO!

Link direto para este comentario Luiz Vieira
16/11/2011

Cannizzaro Amigo:
Seu livro é maravilhoso.
A abordagem é inedita, rara, e voce de fato dá uma grande contribuição ao tema das empresas
familiares.
Agora precisa nos ajudar a implementar as recomendações. Precisavamos de uma obra desta
Parábens.
Luiz Vieira - grupo RBM

Link direto para este comentario Célio Malta
16/11/2011

Amigo Cannizzaro
Parábens, que livro bom de ler. Como as empresas
careciam de ter uma obra desta amigo.
Grande livro.

Link direto para este comentario Cyreno
16/11/2011

Amigo Cannizzaro.
Muito bom seu livro amigo.
Grande abraço e parábens.
Cyreno Macedo

Link direto para este comentario Julio Cesar
17/11/2011

Dr.Cannizzaro:
Brilhante trabalho, é o próprio retrato de empresas familiares, e o receituário é extremamente prático e nada cheio de muita coisa academica.Julio Cesar - Pratica Processamento de Dados Ltda

Link direto para este comentario Marcia Albuquerque
17/11/2011

Dr.Paulo:
Só uma pessoa que conhece de fato empresas poderia escrever um livro tao objetivo, sem rodeios, vai direto ao centro da questao. O que mais gostei que não é um livro tradicional que fala do tema de forma muito academica. Parabens
Marcia - Controller

Link direto para este comentario André Pancionne
21/11/2011

Parabens pelo livro! Fantastico! Era tudo que eu pensava !! Muito bom

Link direto para este comentario Ana Regina
24/11/2011

Meu Preto!

Parabéns por mais essa conquista em sua vida!
Estamos felizes e somos seus eternos admiradores, só temos que nos orgulhar de você!
Amamos você!


Link direto para este comentario Bueno
24/11/2011

Grande Amigo:
Parabens, um grande livro.
Acabei de le-lo.
Grande contribuição para as empresas.
Quem nao leu, leia, o livro é imperdível.
Parabens pela entrevista também na TV Universitária
José Magalhaes Bueno

Link direto para este comentario Enaldo Junior
24/11/2011

GRANDE PROFESSOR CANNIZZARO.
Seu livro é maravilhoso. Que trabalho brilhante.
Voce realmente foi inovador com a sua abordagem ao tema das empresas familiares.
Um grande abraço, e continue escrevendo para a gente que precisa de conhecimento desta grandeza.
Ednaldo

Link direto para este comentario Flavio Gustavo
24/11/2011

Cannizzaro Amigo:
Meu parabens pelo seu livro.
Nao é novidade que voce faça um trabalho como este, sendo tão preparado como voce é.
Continue nos brindando com trabalhos como este
Nossa familia precisava de um texto como este.
Flavio Gustavo

Link direto para este comentario Luciana Gusmão
24/11/2011

Dr. Paulo,

Parabéns por mais este grande projeto, sou sua fã!! Maravilhosa a leitura e realmente nos faz refletir sobre as particularidades de uma organização familiar e suas especialidades.
Um grande Abraço!!

Link direto para este comentario Maria Fernanda
26/11/2011


Dr Paulo:
Parabens pelo seu livro, o que achei maravilhoso também é que agora vou aprender sobre cinema, que eu sei que o senhor é também é um especialista.
O pessoal aqui de Itabaiana na empresa adorou seu blog.
Um grande Abraço
Fernanda

Link direto para este comentario Rita de Cassia
01/12/2011


Amigo:
Recebi um livro seu atraves do pessoal do escritório de Sérgio Mota.
Imperdivel. Achei a parte dos conflitos extremamente didatica, inclusive para a vida pessoal, o livro é de uma clareza na narração.
Muito bom, parabens.
Rita de Cassia, Aracaju,

Link direto para este comentario D'JANIR AZEVÊDO
12/12/2011

MEU CARO AMIGO CANNIZZARO,
O SEU LIVRO, RETRATA A VIDA REAL DOS CONFLITOS EXISTENTES NAS EMPRESAS FAMILIARES. COMO VOCE SABE,SOU TESTEMUNHA DAS SUAS APLICAÇÕES E SEGUINDO A SAPIÊNCIA JURÍDICA QUE LHE É PECULIAR, AJUDOU-NOS A SAIR DE UMA SUPER CRISE !
PARABÉNS PELO BLOG ! AGORA, VOCE SERÁ DESTAQUE NO MUNDO VIRTUAL... PARABÉNS !!!
SUCESSOS !!!
PARODIANDO O ROBERTO CARLOS"...VOCE FOI O MELHOR DOS AMIGOS QUE ME ACONTECEU..."
SOU FELIZ POR FAZER PARTE DESTE SEU ROL DE AMIGOS.
ABRAÇOS,
D'JANIR AZEVÊDO

Link direto para este comentario margaridacipriano
12/12/2011

Maravilhoso blog.
Grande ideia.
Li seu livro, que me foi agraciado pelo pessoal da Globo.
Que livro, parabens amigo.
O que voce fala sobre os conflitos se aplica muito a nossa vida pessoal.
Gostei da forma madura que voce aborda o tema.
Parabens Dr.
Margarida

Link direto para este comentario gustavo carvalho
15/05/2012

Amigo,
Maravilhosa a sua publicação.
Seguramente é a nossa melhor publicação sobre empresas familiares na literatura brasileira.
Prático, vivencial, objetivo, nada acadêmico.
Vamos assinar o Protocolo? como diz o prefácio.
Gustavo Carvalho

Link direto para este comentario Romulo Maciole
19/10/2012

Grande Cannizzaro:
Finalmente consegui ler seu livros nestas ferias.
Irretocável o texto. Muito sintonizado com a realidade. O livro não tem uma descrição acadêmica, isto foi o que mais gostei. Ele é técnico mas sobretudo vicencial, feito de experiências.
Parabens amigo;
Romulo

Link direto para este comentario marta tevlagia
15/02/2013


Gostei muito do livro, acabei de ler,
por indicação da reportagem do Setransp
Irrepreensível, muito bom de ler e didático.
Parabens

Link direto para este comentario Consuelo Martiniano
08/11/2013

adorei o livro

Link direto para este comentario Jadilson
25/03/2014

Prezado amigo, Dr. Paulo Cannizzaro, estou lendo o livro e realmente a publicação nos ajuda a entender sobre as empresas e a família. No mundo em que vivemos pouco as pessoas se atentam para o quesito família que influencia não só no equilíbrio emocional e espiritual de seus membros bem como influenciam diretamente na continuidade das empresas quando há uma dissensão entre seus membros.
Excelente publicação. Jadilson.

Faça um Comentário